Destaques

ISO SURVEY 2020 – Pesquisa sobre Certificações

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Todos os anos a ISO (International Organization for Standardization) realiza uma pesquisa junto aos organismos acreditadores de certificadoras de sistema de gestão de todo o mundo para levantar a quantidade de certificados existentes. Os dados abaixo se referem à situação em 31/12/20 e foram publicados em Set/21. Embora essa seja a pesquisa deste gênero mais completa do mundo, existe sempre uma incerteza nos números, pois a certificação é emitida por organismos de acreditação que nem sempre participam ou fornecem números exatos para essa pesquisa.  

Comparando-se com o ano anterior (2019), houve aumento do número de certificados no mundo, em especial da ISO45001, que teve suas certificações iniciadas em 2018, e também nas demais principalmente por causa do crescimento da China. As principais conclusões são: 

ISO9001: a ISO contabilizou 916842 certificados no mundo, cobrindo 1.299.837 instalações, um aumento de 4,0% com relação a 2019. O Brasil teria por este levantamento 17.503 certificados cobrindo 25345 locais, uma redução de 2,5%, mas ainda se mantendo na 10ª posição mundial e 2º nas Américas, ficando atrás apenas dos EUA. China é o país com mais certificações, ficando a Itália em 2º lugar. O número de setores abrangidos é muito diversificado, sendo o principal o Metalúrgico, tanto no mundo quanto no Brasil.  

ISO14001: o relatório apresenta 348.473 certificados com 568.798 instalações abrangidas, um aumento de 12% em relação a 2019. No Brasil haveria 3.001 certificados e 6.430 sítios abrangidos, um aumento de 1,0%. O Brasil subiu de 17º para 15º país com mais certificações e o 2º das Américas, ficando atrás apenas dos EUA. A China é o país com mais certificações, seguida pelo Japão em segundo lugar. O número de setores envolvidos também é muito variado, sendo o principal o de Construção no mundo e no Brasil o Metalúrgico.  

ISO45001: foram relatados 190.481 certificados envolvendo 251.191 instalações, um aumento de 393% com relação ao ano anterior. Esse resultado é inflado devido à migração dos certificados OHSAS18001 para ISO45001, cuja data limite de transição é 12/09/2021 (o prazo anterior de 12/03/21 foi estendido devido à pandemia COVID-19). No Brasil possuía 698 certificados emitidos, cobrindo 1259 locais, na modesta 28ª posição mundial. Neste caso o Brasil ocupa a modesta posição 38 do ranking, e 3º nas Américas, perdendo para Colômbia e EUA. China muito à frente dos demais, ficando a Itália em 2º lugar neste tipo de certificação. No mundo, o setor da Construção é aquele com maior número de certificações, seguido pelo Metalúrgico., enquanto que no Brasil são os setores de Construção e Serviços de Engenharia. 

Outros 9 certificados abrangidos por essa pesquisa somam 7,8% das certificações pesquisadas, sendo as mais relevantes a ISO/IEC27001, ISO22000, ISO13485 e ISO50001, pela ordem. 

As certificações IATF16949 não fazem parte desta pesquisa, mas dados obtidos de publicação do SMMT de Out/19, dão conta que existiam 75.294 certificados no mundo em 30/09/19. O Brasil era o 11ª colocado, com 1149 certificados, terceiro lugar nas Américas, atrás dos EUA e México. A IATF não publica o número de certificados existentes. 

Em que pese a margem de erro da pesquisa, parece que o Brasil sentiu os efeitos da pandemia COVID-19 somados aos da crise que vinha desde 2014, mas o estrago não foi tão grande, mantendo sua posição relativa a de outros países, e até melhorando na ISO14001 e ISO45001, mas há que se temer que a recuperação econômica do Brasil seja mais lenta que a de outros países, e as tendências para a próxima pesquisa são preocupantes. 

A pesquisa completa pode ser visualizada na página da internet https://www.iso.org/the-iso-survey.html.

A Lato Qualitas pode auxiliar sua empresa a obter e manter suas certificações de Sistema de Gestão.

Autor do artigo:
Nasario de S. F. Duarte Jr.

Deixe um comentário

ÚLTIMOS ARTIGOS

A IATF16949 e o Plano de Contingência

Nesses anos de 2020 e 2021, devido à pandemia COVID-19 e seus desdobramentos, muitas empresas passaram por situações como elevado índice de absenteísmo e falta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS